34 semanas, 6 to go

Semana trinta e quatro chegou, faltam “só” seis.

Lembra que eu comentei sobre não sentir os soluços do bebê? Então, já faz umas 2 ou 3 semanas que eles chegaram com força total. Soluços 2, 3, 4 vezes ao dia. E adivinha? A pessoa que antes estava intrigada com a falta de soluços está agora preocupada com o excesso deles. Não tem jeito, certas coisas nunca mudam. Eu, definitivamente não faço parte do clube das mães que vão relaxando com o tempo. Eu tô sempre alerta, preocupada. Aquela história de que com o primeiro filho você desinfeta a chupeta, com o segundo, você limpa na sua boca e com o terceiro você dá pro cachorro lamber, aqui não rola de maneira nenhuma. A mãe aqui é tensa, infelizmente.

E ser tensa nesse mundo onde se obtém informação demais pela internet, vou te dizer, não é legal, não é saudável. Qualquer coisinha que eu sinta, vou logo perguntar pro Dr. Google, que me abre um leque infinito de possibilidades, a maioria delas negativas. Claro que com o tempo, tô aprendendo a não estressar, especialmente porque é minha terceira gestação, né? Alguma coisa eu aprendi com as anteriores, rs. Mas ainda assim, acho que as grávidas da era anterior a internet eram mais felizes/tranquilas. A ignorância é um presente. O que os olhos não lêem, o coração não sente e a cabeça não pira.

Esta semana acho que a ficha do “vamos nos mudar de país novamente e com o bônus de um recém-nascido” caiu e começamos a nos empenhar mais seriamente na procura pelo novo lar. Bookamos um airbnb para a primeira semana e começamos a marcar as possibilidade de casa para alugar na região que decidimos morar. Claro que tudo pode mudar da noite pro dia, mas por enquanto, a ideia é alugar uma casa enquanto construimos nossa casinha. Tudo ainda é muito embrionário, nem financiamento temos ainda, mas pelo menos já estamos conseguindo sair do lugar na tomada de decisões. Resta agora que os astros se alinhem para que tudo dê certo.

Foram tantas idas e vindas sobre uma região e outra, sobre comprar pronto, construir, por quanto tempo alugar… foi tanta pesquisa sobre as escolas… Essa mudança está sendo, de longe, a mais overwhelming de todas. Fácil é mudar com crianças pequenas. Mudar com criança na idade escolar, onde a escola é que define a região que você tem que morar, não é nada fácil. Limita demais, estressa demais. Mas vamo que vamos, força na peruca, porque ninguém disse que 2019 seria um passeio no parque, rsrs

Meu mantra tem sido “entrego, confio, aceito, agradeço”. Repetir isso várias vezes ao dia ajuda, rs

Ah, mami chega em duas semanas. Can’t wait!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s