Sobrevivendo ao inverno

Para aquecer um dia gelado de inverno, nada melhor do que um almocinho vegano cazamiga. Mesmo tendo que atravessar a cidade no frio glacial, estar com elas sempre vale a pena.

Semana passada, fomos num vegano delicinha que estava na minha lista fazia tempo. Além da comida ser bem gostosinha e o lugar uma graça, tem um bônus: só tem estrangeiro 🙂

Nada contra os coreanos, peloamordedeus, adoro esse povo que me cerca, mas em terra de fisionomias tão parecidas (aos nossos olhos ocidentais, claro), ver variedade de rostos é bem confortante de vez em quando. Não tanto pela variedade, mas pelo sentimento de “blend in”. Se vamos a um café que só tenha coreano, a gente “pop out”, somos o grupo diferente, estrangeiro, peças fora do lugar.

fullsizeoutput_3521

Mas não no Plant. Lá éramos apenas mais um grupo, totalmente misturadas na galera, parte do todo, como camaleões 🙂

Dito isso, confesso que depois de ter ido, nessas férias, a restaurantes naturebas tão maravilhosos no Rio (Restaurante da Bela, Org Bistrô e Capim Santo), fiquei muito mais exigente, então o tempero não chegou a me cativar, mas a comida bem feitinha, gostosinha somada ao ambiente delicioso, aconchegante a à companhia maravilhosa dessas amigas divertidíssimas que a Coréia me deu, tornou o almoço perfeito.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s