A primeira praia coreana a gente, definitivamente, nunca esquece :P

Sábado de sol e muito calor, não dava pra fazer nossa caminhada pela montanha sem desmaiar, não dava nem pra caminhar na rua sem a pressão desabar. O que fizemos? Catamos os meninos, umas toalhas, o protetor solar e partimos para a praia mais próxima que conseguimos encontrar, em Incheon, perto do aeroporto.

IMG_5547IMG_5575

Quando estávamos chegando, juro, me deu vontade de dar meia volta e regressar ao lar. Ô vista feia, viu? rsrsr Podem me chamar de carioca metida a besta, mas putz, me fez lembrar das imagens medonhas do piscinão de Ramos. Perdoe-me a sinceridade áspera, sou cria do Maracanã, de Vila Isabel, da Tijuca, sou Zona Norte Carioca, mas piscinão de ramos não rola, rs. Quer dizer, não rolava, porque neste sábado, 5 de agosto de 2017 rolou algo muito parecido, eu acho… nunca fui ao original, rs

O lugar já era feio, mas a maré baixa deu um toque todo especial a sua feiura. Todo mundo de roupa (menos eu, que após os primeiros 20 minutos de incerteza se deveria ou não ficar de biquini, me rendi ao calorão). Areia grossa e escura. Água turva.

Mas já estávamos ali, né? Fazer o que? Como eu costumo dizer, tá na lama, abraça o jacaré 😛

IMG_5590

E sabem que a experiência nem foi tão ruim assim? Há otimistas que dizem que até foi boa… Os meninos, que estavam relutante em ir à praia, agradeceram o tempo inteiro. Veja você como é simples agradar uma criança: alugamos uma boia e os dois não saíram da água um minuto sequer. Pinto no lixo definia aqueles dois na praia de Incheon 🙂

Conforme a maré foi subindo, a praia até ficou um pouco mais simpática e além disso, toda descoberta, por mais enfarofada que seja, é sempre material pro blog, é sempre mais uma história pra contar.

Uma coisa que eu achei interessante é a segurança e a preocupação (extrema) com os banhistas. Um drone com uma câmera e um megafone sobrevoava constantemente a praia, observando os banhistas e os alertando. Claro que eu não entendia bulhufas, mas já tinha lido sobre isso, então sabia do que se tratava.

IMG_5591

O policiamento é constante. A região liberada para o banho é devidamente delimitada por boias e conforme a maré vai subindo, eles vão ajustando o posicionamento dessas boias e, se alguém ultrapassa os limites de segurança, o drone chega para alertar. Tudo muito organizado.

Mas o que eu mais curti foram as boias, aquelas gigantes de unicórnio, flamingo, cisne, donut, pizza… Achei divertido 🙂

A água também estava numa temperatura ótima – espero que o motivo não seja “corrente de xixi”, rsrsr – mas me dava muita agonia não conseguir enxergar nem minhas mãos de baixo d’água, os pés então, nem em sonho.

IMG_5545

Mas apesar de todas essas reclamações, o dia acabou sendo bem gostoso. Só não foi melhor porque não fomos muito preparados e também porque não tínhamos amigos. Mas isso a gente resolve na próxima… de preferência, numa outra praia 😉

IMG_5557

IMG_5583IMG_5551

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s