No fim de semana…

img_9845

Finalmente, me livrei da parede horrorenda da cozinha. Na semana em que entramos no apartamento, encomendei uns rolos de um painel de tijolinhos (de espuma). Não sou fã desses revestimentos fake, mas era isso ou ter que conviver com aquele misto de revestimentos horrorosos por pelo menos 2 anos, porque a condição que nos deram para trocar o revestimento de maneira decente foi: quando for embora, tem que voltar com a belezinha atual, ou seja, o valor do serviço dobrou. Então, fui de tijolinho fake mesmo. Não tá lindo, mas tá beeeem melhor do que antes.

Na sequência, tivemos uma tentativa frustrada de ir à Ikea devolver umas coisa. Tanto trânsito que desistimos no meio do caminho e tomamos o rumo do Lotte World Adventure Park, um parque de diversão indoors que é um dos orgulhos dos coreanos. Li várias review maravilhosas de estraneiros de toda parte, mas quando chegamos lá, fuén fuén fuén… Bem marromeno, viu? Tipo, legalzinho e com filas quilométricas. Loucura loucura! Engarrafamento na Coréia não é apenas de carros na rua, há também o engarrafamento de pessoas em parques de diversão, rs.

E pra não dizerem que sou chata, os meninos também acharam marromeno.

p1070199

p1070200

p1070214

Os pontos altos da tarde/noite aconteceram na saída do parque, quando 1-pela primeira vez, comprei um algodão doce pros meninos (sim, um pros dois – quer dizer, um pra três, porque eu “ajudei”. Ah, gente, tem gosto de infância! rs); 2- os levamos, pela primeira vez, numa loja de lollies (gente, entendam, estávamos celebrando o aniversário do Nick e como ele, num trabalhinho da escola, escreveu que loves lollies – apesar de eu NUNCA comprar lollies – resolvi dar essa alegria pra ele); 3- quando fomos (eles foram), pela primeira vez na vida, patinar (tentar) no gelo. Ou seja, entre mortos e feridos, salvaram-se todos e o dia acabou sendo bem divertido, apesr das frustrações iniciais 🙂

p1070205

p1070208

Depois, para encerrar com chave de ouro, além de pegarmos um mega trânsito às mais de 11 da noite (gente, de onde sai tanto carro, peloamor?? A cidade não apenas não dorme, como aparentemente dirige dia e noite sem parar, aff!) nos perdemos, sem GPS nem bateria nos celulares. Super divertido #sóquenão. Foi uma aventura. SInceramente, teve um momento em que eu achei que fôssemos parar o carro e dormir ali mesmo. Não fazíamos a menor ideia de onde estávamos, no clue, zero. Até que, enrta aqui, sai ali, vira acolá e, no cheiro, chegamos a algum lugar. As placas até indicam os nomes dos bairros também usando alfabeto ocidental (algumas), mas quando se está longe de casa, não adianta mostrar os nomes dos bairro, simplesmente porque a gente ainda não conhece absolutamente nada aqui. Muito menos quando se está dirigindo em freeways. Mas, por fim, estresse à parte, chegamos sãos e salvos (e mortos com farofa) em casa.

p1070218

p1070222

No domingo, pegamos leve, acordamos tarde e saímos apenas para almoçar. Onde? No brasileiro, né? Agora é assim, piscou e a gente tá lá 🙂 Carne de primeira, churrasco de qualidade e precinho justo. O único problema é que a gente come mais do que deve. Vivi então, nossa! Uma máquina de comer churrasco, rs

p1070223

p1070225

p1070228

A parte mais complicada foi parar o carro, acabamos indo parar no Hyundai Department Store (ainda não consigo me ver parando num daqueles estacionamentos tipo elevador, muito populares por aqui) e para não morrer numa grana, resolvemos matar dois coelhos com uma cajadada só (ditado violento este, não?) e comprar casacos de inverno pros meninos, assim, apresentando o recibo, nos livramos da dolorosa do estacionamento. Não que os casacos tenham custado barato, mas pelo menos é um bem de consumo durável – especialmente porque o marido fez questão de comprar um número maior que os meninos, rsrsrs.

p1070231

p1070235

p1070245

Vejamos onde mais o tuktuk (acabei de batizá-lo, rs) irá nos levar. O final de semana que vem será prolongado por conta de um feriado nacional na segunda-feira, taí nossa chance de, finalmente, turistar um pouquinho por aqui.


Não lembro se contei, mas noutro dia, fomos num indiano aqui em Sinchon que além de ser uma delícia (arrisco dizer que melhor do que os que frequentávamos em Melbourne) era super barato e com pratos muito bem servidos. Pra deixar ainda melhor tinha uma variedad de Lassi, aquela bebida indiana feita com iogurte, especiarias, água e frutas. Yum!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s