Vuvuzela time!

img_0029

Hoje foi dia de estreia da família no estádio coreano!

Fomos assistir a nossa primeira partida do nosso mais novo time do coração, o rubro negro coreano, Seoul FC, que conta com o craque Adriano Michael Jackson, atacante estrela 🙂

Detalhe é que não fazíamos ideia que o time contava com um jogador brasileiro, mas assim que eu bato o olho no outdoor gigante na frente o estádio, tive certeza: “esse cara tem a maior pose de brasileiro”. Não deu outra.

O jogo começou morninho, com um primeiro tempo sem gol. Mas ainda assim, a torcida organizada do Seoul FC tava lá, linda, ensaiada, emocionante de se ver. Deu até uma vontadinha de me embrenhar no meio deles, cantar junto. Me conectei à energia contagiante.

Vivi, coitado, ficou frustrado por não ter aparecido no telão. Da próxima vez, vou fantasia-lo a caráter para aumentar as chances, rs

p1070084

p1070082

O jogo que parecia morno, foi encorpando, o caldo foi engrossando, o primeiro gol saiu da nosso lado e eu, contagiada pela atmosfera, vibrei como se fosse Seoul desde criancinha, rsrs.

Mas foi no segundo gol do jogo que tive certeza, “sim, ele é brasileiro!”. Não só pela ginga, mas pela bandeirinha brasileira solitária na torcida, assim que a bola entrou. Não tem jeito, reconheço brasileiro no ato. Ah, o nome também, Adriano, que o marido leu em coreano 🙂

img_0027

Parecia que íamos levar o jogo, colocar o adversário no bolso, mas saiu o terceiro gol, 0 primeiro do adversário. E, quem diria, no finalzinho, no último minuto, empataram com a  gente. Ô sofrência, viu, rs

Mas mais bacana do que o jogo em si foi o contexto, foi ver como as pessoas se comportam, foi ter a experiência de assistir um jogo em família num estádio aqui deste lado do mundo.

Achei tudo muito divertido e organizado. Adorei a torcida organizada, a premiação do intervalo e também o fato deles anunciarem nos telões a hora de usar a Vuvuzela (sempre que o adversário cobrava uma falta ou batia um escanteio): “it’s vuvuzela time!” E todos (inclusive os meninos) obedeciam fervorosamente 🙂

p1070075

Talvez melhor do que tudo isso só mesmo a paz para chegar no estádio e sair dele – onde aliás, havia muitas famílias com criança de colo.

Será que um dia o Brasil chega lá? Será que assistir um clássico no Maracanã, na arquibancada comum, sem medo, tranquilinho, será possível um dia. Bom, tô há muito tempo fora do Brasil, mas não acredito que nesses últimos 12 anos a situação tenha melhorado… o que é uma pena, porque, apesar de eu não torcer pra nenhum clube no Brasil, um dos momentos de energia mais contagiante que presenciei foi um jogo do flamengo no Maracanã. A torcida brasileira xinga, muitos não tem educação, nem respeito ao próximo, mas vou te contar, é de uma emoção única, linda! Pena que o medo acompanha toda aquela vibração.

O Brasil que exporta jogadores para a Coréia, deveria importar um pouco da educação e respeito deles.

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s