Vivendo e aprendendo (onde encontrar as coisas aqui em Seul)

img_0023

Em nossas primeiras semanas aqui quase entrei em pânico com tudo o que eu não conseguia encontrar. Copos, pratos (tamanho normal) e talheres estavam entre os itens mais exóticos, difíceis de encontrar e caros. Onde já se viu um lugar que vende a unidade do talher?  Enfim, custamos para encontrar um jogo de pratos + bowls + pratos de sobremesa e quando encontramos, era filho único de mãe solteira, não tinha opção. Era aquele ou aquele.

Eis que ontem fomos jantar num restaurante russo  (os donos são um casal multicultural: ele coreano, ela russa), com pratos deliciosos e lindos – cheios e vazios 🙂  Fiquei encantada com a estampa, as cores. O melhor? Além dos micro pratos, que usam como louça de jantar, havia também pratos fundos e rasos, em tamanho normal (ocidental). Pirei! Fui logo checar o fundo para saber de onde eram: Polônia. Desanimei 😦

Conversa vai, conversa vem, comida vai, comida vem, nos trouxeram uvas para acompanhar nossa refeição (me senti jantando na casa de amigos), as crianças ganharam chocolates e antes de irmos embora, batemos um papinho com o dono, um coreano super simpático. Contamos que somos Brasileiros, vivíamos na Austrália e tínhamos acabado de nos mudar pra cá. Ele, por sua vez, disse que sempre nos vê pelas ruas e lembrava da gente ter ido uma vez lá, mas o restaurante estava muito cheio (o restaurante é dauqeles micro, com 5 mesas, rs). no fim das contas, já estava tão ‘ntima que não resisti, perguntei onde ele havia comprado a louça 🙂 e para minha alegria, há esperança, minha gente! A vida pode ficar ainda melhor! A louça linda foi comprada no mercado mais antigo de Seoul, o Namdaemun Market, que existe desde de 1300, choque-se!

Gente, pára tudo! Como é que ainda não visitei nenhum dos vários mercados populares espalhados pela cidade??? Eu conto como: falta de tempo, hahaha. Esse início de vida aqui tem sido tudo, menos glamuroso, rs Mas não há de ser nada, esta semana, nossa mudança chega, e até o final ddo mês que vem, se Deus quiser, devemos estar com a casa marromeno ajeitada, ou pelo menos “morável”. Já pensou, poder fazer as refeições  em casa, sentados à mesa? Sonho!

Anyway, começo a sentir que a vida pode, sim, ficar muito melhor (diz a pessoa que está apavorada com a chegada do inverno, mesmo este ainda estando distante).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s